Em certa época da minha vida, enquanto via meus sentimentos oscilarem entre alegria e tristeza, eu me perguntava: como posso obter um bem-estar pleno? Após vários estudos e observações, descobri que a vida externa do ser humano reflete uma parte ponderável do que há em sua vida interna, e que a alegria surge da consciência! Portanto, para se tornar mais consciente, é preciso que o ser humano conheça a realidade de seu mundo interno.

O primeiro passo para tentar alcançar o bem-estar pleno

Comecei a obter a experiência de tal realidade, no momento em que me
propus a avaliar, com mais juízo, os dissabores que têm atormentado a minha vida, os quais têm sua origem em pensamentos acolhidos por mim – as deficiências psicológicas.

A Logosofia chama assim ao pensamento negativo que, enquistado na mente, exerce forte pressão sobre a vontade do indivíduo, induzindo-o de modo contínuo a satisfazer seu insaciável apetite psíquico. É o pensamento tipicamente dominante ou obsessivo, que, ao mesmo tempo que cumpre uma função totalmente prejudicial, tem tanta influência na vida do ser humano e se evidencia de tal maneira que este é apelidado por seus semelhantes com o nome do pensamento-deficiência que o caracteriza.

(Deficiências e Propensões do Ser Humano, 13ª ed. – 2012, p. 17, 1º §)

A partir do reconhecimento de tais verdades, criei uma fonte interna de estímulos para identificar as deficiências psicológicas, que visitarem a minha mente, e fazer cessar seus ataques. Além disso, procurei cultivar o esforço na criação de novas virtudes, dando atenção ao que penso e faço, ajustando meus pensamentos e ações à meta a ser alcançada: ser hoje melhor do que fui ontem.

O uso de nossos recursos mentais como ferramentas de jardinagem

Realizo a referida prática com empenho, boa vontade, decisão e autoconfiança! É um exercício de jardinagem! No cultivo, arranco as ervas daninhas, preparo o terreno, semeio, rego e cuido.

Constato indubitavelmente que experimentar estados elevados de consciência é a melhor forma de manter a vida repleta de benefícios. À medida que emprego a constância no uso consciente dos meus recursos mentais, o meu entendimento se amplia e me conduz a um comportamento cada vez mais reflexivo e prudente, enchendo-me de felicidade!

Você também pode gostar de: