Você já fez alguma coisa que não queria fazer? Alguma coisa que fez e depois se arrependeu? Então se não queria fazer esse algo, por que o fez? Essa era uma dúvida que me inquietava por muito tempo e para a qual descobri uma resposta depois de conhecer e estudar Logosofia.

Carlos Bernardo González Pecotche, autor dessa Ciência, ensina nos livros que publicou que existe um mundo mental que é povoado por pensamentos. Pecotche também foi original na definição do conceito de pensamentos que, segundo ele, são “entidades autônomas que se procriam e adquirem vida ativa na mente humana, de onde em seguida podem passar para outras mentes sem a menor dificuldade” (trecho extraído do livro O Mecanismo da Vida Consciente).

Há 60 anos o autor da Logosofia publicou o livro “Deficiências e Propensões do Ser Humano”, também disponível para download gratuito, em que discorre sobre o enredamento desse mundo invisível: o mundo mental e o poder destrutivo dos pensamentos que, ao feitio de deficiências psicológicas, “são feras que devoram os pensamentos e projetos úteis que cada um cultiva em seu campo mental” (trecho extraído do livro Deficiências e Propensões do Ser Humano).

Esse foi o primeiro insight para aquela inquietude sobre fazer coisas das quais me arrependeria depois. Fiquei surpreso com as descrições feitas pelo autor quanto à forma de atuação das deficiências na psicologia humana e a complexidade do mecanismo de cada uma delas. Encontrei também, no decorrer da leitura do livro, um tanto de mim mesmo naquelas palavras e pude identificar diferentes características da minha psicologia que elucidavam cada vez mais os questionamentos que norteavam a minha investigação.

Em sua obra, Raumsol (pseudônimo de Pecotche) apresenta 44 deficiências psicológicas que podem atuar sozinhas ou combinadas e, para cada uma delas, apresenta também suas antideficiências — pensamentos bons, que promovem a “eficiência” na construção dos melhores propósitos e anelos de bem. As antideficiências são defesas mentais, “recursos instantâneos e positivos” que irão ajudar o ser no processo de combate às deficiências psicológicas.

Sem dúvida que vencer os caprichos desses “pensamentos-feras” não é tarefa fácil; entretanto, sendo a Logosofia uma ciência, há um caminho seguro para se conseguir isto. Pecotche propõe então a aplicação de um método (o método logosófico para a superação humana) que habilita o ser a “conhecer, bloquear, debilitar e anular todas as deficiências psicológicas” (trecho extraído do livro Deficiências e Propensões do Ser Humano).

Você com certeza já ouviu aquela famosa frase: “conhece-te a ti mesmo”. Eu já conhecia esta máxima muito antes do meu contato com a Logosofia, mas foi somente por meio do método logosófico que consegui, de verdade, entender quem eu sou e porque sou como sou. E se você também quer saber mais sobre si mesmo, descubra aqui como os conhecimentos logosóficos abrem caminho para o conhecimento de si mesmo.

No próximo conteúdo, você irá conhecer mais sobre as técnicas de enfrentamento das deficiências psicológicas.

Deficiências e Propensões do Ser Humano

Deficiências e Propensões do Ser Humano

baixar

Você também pode gostar de: