Todos nós sofremos transformações de várias naturezas à medida em que avançamos na vida. Isto é certo, não é? 

O passar do tempo vai imprimindo à própria vida transformações que nem sempre são percebidas pelo próprio ser. Muitas vezes, são os outros, olhando de fora, que identificam uma e outra mudança e até nos advertem do acontecido. Constato isso observando as mudanças que ocorrem com as minhas filhas. 

Podemos, no caso dos filhos, identificar momentos de intensas mudanças, tais como: ingresso na escola, a chegada de uma irmãzinha, a passagem para o segundo grau, a entrada na universidade, a experiência de namoro, noivado, casamento, formatura, profissão, maternidade, etc.  

Um aspecto que me chama a atenção é que, geralmente, as mudanças obedecem a realidades que têm origem fora do ser — são influências externas que, com o tempo, vão determinando mudanças internas. 

Quando os filhos escolhem uma profissão e vivem a escolha, com o passar do tempo vão assumindo a postura característica ao grupo que exerce aquela profissão. Assim, não é tão difícil perceber quando se está próximo de um advogado, engenheiro, médico, professor, etc. Tais características são expressas pelo jargão  que utilizam para temas específicos, pela habilidade com que tratam os assuntos de suas competências, pelo grupo de pessoas com as quais convivem ou pelo foco de interesse; enfim, há muitos sinais que nos permitem identificar a profissão de alguém, sem que este declare qual seja. 

Observo essa realidade com as minhas filhas e fico fascinado com as transformações. Outro aspecto que me chama especial atenção é a associação da mudança com os conhecimentos que começam a gravitar as mentes desses seres. Como dito, interesses, vocabulários, gostos, amigos, e outras questões mais, começam a convergir em função dos conhecimentos e habilidades que despontam como efeito dos conhecimentos que são desenvolvidos. 

Qual Ramo de Saber Muda o Ser Humano?

O motivo de realizar essas reflexões iniciais é para compartilhar o que tenho  observado com relação aos saberes e sua influência na vida. Os saberes, que percebo ganharem mais abrangência na vida das pessoas, são os que as habilitam mexer com coisas externas a elas, ou seja, um ponto interessante a ressaltar é que esses saberes transformam o ser, porém não a sua natureza.

Influenciados por eles, os seres aderem a projetos e emocionam-se com os resultados da aplicação das  habilidades adquiridas. Isso é natural e compreensível. Mas há espaço, nesse cenário, para o cultivo de habilidades humanísticas? Surgem interesses, a partir desses saberes, para aperfeiçoar a conduta como irmão, pai, companheiro?  

as habilidades de engenharia não transformam o engenheiro em alguém paciente

Apresento esta questão pois as habilidades de engenharia não transformam o engenheiro, que era um adolescente impaciente, em um engenheiro paciente. Da mesma forma, o médico, o advogado, etc. Esses conhecimentos  resultam em outros tipos de habilidades, você concorda? Podem até contribuir para aumentar a capacidade intelectual, favorecer o modo de se comportar, porém, não tenho identificado que esses conhecimentos promovam alterações profundas, como as citadas acima, referentes à paciência.  

Estimulado com os resultados que estou conseguindo obter com a investigação de mim mesmo, e com a orientação do método logosófico, convido você a conhecer um livro muito interessante, intitulado O Mecanismo da Vida Consciente”. Nele encontrei a seguinte referência, que me fez pensar muito e modificar a minha estratégia de desenvolvimento pessoal: “Queremos dizer que, ao mesmo tempo que o campo mental se amplia e a inteligência se ilumina, banhada pelo potente fulgor de verdades que eram ignoradas, tudo deve mudar para o homem, e muito especialmente sua própria Vida.” 

Este conteúdo me fez refletir que a formação à qual fui submetido me propiciou capacitação para entender muito bem o que ocorre fora de mim, e isso é importante: afinal, é importante termos profissionais competentes, contudo, entender os sentimentos, os pensamentos, os fatores que envolvem a minha e a sua existência são fundamentais, pois com esses conhecimentos se consolidam os vínculos humanos nas suas mais diversas manifestações. 

Você também pode gostar de: