artigos


Aproveite para tomar contato com os artigos de Carlos Bernardo González Pecotche, criador da Logosofia.

Os demais artigos foram extraídos de trabalhos realizados por logósofos, com resultados alcançados na prática dos conhecimentos oferecidos por essa ciência.

Os artigos poderão ser reproduzidos livremente desde que sejam mencionados o nome da Fundação Logosófica, o site www.logosofia.org.br e o nome de seus autores.

As virtudes dos novos conceitos

À medida que o homem avance na conquista do saber, os conceitos são suscetíveis de evoluir. Negar isso seria negar a própria evolução, que é sinal de superação e aperfeiçoamento; seria pretender a permanência do homem na ignorância de suas grandes prerrogativas humanas e espirituais.

 

A Logosofia, ao anunciar que chegou a hora da evolução consciente, modifica radicalmente os conceitos que nesta ordem de ideias foram adotados como satisfatórios às exigências intelectuais e às necessidades espirituais de cada época. A desorientação atual é sinal inconfundível de que tais conceitos já não conseguem satisfazer a essas exigências, e o espírito humano hoje clama, imperativamente, por uma solução para o intrincado e sombrio problema que paira sobre a vida de cada indivíduo.

 

O homem tem experimentado durante séculos 

a necessidade de vincular-se metafisicamente a Deus

 

Na falta de conhecimentos que lhe permitissem realizar essa esperança, permitiu a falácia e o absurdo de crenças e promessas que, ao contrário, adormeceram sua alma. O avanço do tempo o foi despertando desse sonho pernicioso, e ele, erguido de novo, inquieto e ansioso, reclama com insistência cada vez mais firme o conhecimento orientador de sua existência.

 

Os novos conceitos, os conceitos logosóficos consubstanciam verdades inatacáveis e estão sustentados por uma excepcional força lógica, que impele o homem a comprovar por si mesmo sua transcendental realidade. Mas este deverá abrir os olhos; não fechá-los, como os fanáticos, que não querem ver nem ouvir. Deverá abrir os olhos ao eflúvio benéfico e construtivo dos novos conhecimentos, destinados a iluminar a vida e libertá-la da opressiva escravidão em que foi submergida pelo bloqueio dos velhos conceitos.

 

Todo conceito que o homem não modifica com sua evolução se torna um pré-juízo, e os pré-juízos acorrentam as almas à rocha da inércia mental e espiritual.

Extraído do Livro Logosofia, Ciência e Método, pág. 25
Cadastra-se Projeto Cultural